Hoje há alguém que limpa as lágrimas deste mundo que chora.

Hoje há alguém que olha para estas pessoas cansadas.

Hoje há alguém.

Hoje celebramos a vida de quem luta pelos que nós insistimos em não ver – o GASC.

 

O GASC olha e ouve o que o toxicodependente, o sem-abrigo, o desempregado e a vítima de violência têm para dizer. Passa por eles e para. Escuta-os com atenção e luta por eles, quando eles não conseguem lutar sozinhos.

A nossa comunidade é mais rica com o GASC e deve ser para nós um exemplo, um estímulo para querermos ser mais e ajudar estes olhos que gritam por ajuda a encontrar a estrada do Amor.

O GASC não se deixa ficar à margem, não desiste daqueles que querem desistir de si próprios. É o amparo para quem chora, é o pão para quem tem fome, é a esperança para quem está cansado. É a luz para quem não vê.