Ouvistes que foi dito aos antigos:
‘Não matarás; quem matar será submetido a julgamento’.
‘Não cometerás adultério’.
‘Quem repudiar sua mulher dê-lhe certidão de repúdio’.

Mas Jesus quer muito mais que isso. Cumprir um conjunto de regras por aquilo que elas nos dizem apenas, não nos assegura a salvação nem nos garante a vida eterna. Para isso, precisamos de uma total adesão, com a nossa mente, o nosso coração, a nossa vida. Não basta não matar, porque para Jesus, matar implica tudo aquilo que cause qualquer dano ao meu irmão.

E será que é isto o que se passa na minha vida? Será que, para mim, os mandamentos são apenas princípios sagrados que eu tenho que cumprir para não receber castigos, ou são indícios que me ajudam a melhorar a minha relação com Deus e a seguir o caminho certo?

É preciso ir mais além e assumir uma atitude de compromisso com Deus e com o que ele nos propõe. Porque o que é verdadeiramente importante, é o homem que caminha na vida, com os seus defeitos e fracassos, em direção à felicidade.