Foi Natal na noite fria de Belém
Os anjos cantaram
Os pastores desceram correndo, a montanha
As estrelas no céu ganharam um novo brilho
Os reis descobriram a luz e fizeram o caminho.
Foi Natal na noite fria de Belém
O mundo inteiro sorriu na ternura de José segurando o Menino
No olhar de Maria, sua mãe
Nasceu na pobreza a esperança de um mundo de irmãos
Um mundo de paz e justiça, de igualdade
A promessa de um mundo novo foi para todos anunciada.
Das mãos de uma criança nos veio a eternidade.
Mas 2016 anos depois, as casas sem pão ainda não foram banidas
O frio ainda nos faz estremecer
O mundo dos irmãos que vivem sem
Sem pão, sem saúde, sem teto, sem direitos, sem amor, sem
Sempre sem, é o nosso desafio.

É urgente acreditar como Maria e como ela confiar
É urgente que uma criança nasça de novo em nós e nos ensine a acreditar

Faz-te criança, irmão
Sorri ao primeiro raio de sol da manhã, canta a música da água na nascente, caminha, descalço, pelo regato. Dá graças.

Faz-te criança, irmão
Ensina o mundo a perdoar, a fazer de todos amigos, a partilhar

Faz-te criança e o Senhor será teu Pai, tua mãe, será vida na tua vida
Amando-te incondicionalmente sem medida

Faz-te criança, irmão
Pois até Deus quis ser criança para nos mostrar que o segredo da felicidade é apenas
ter coração de criança, confiar em Deus, e amar.

Então será verdadeiramente Natal.