“Há momentos em que tudo parece desabar… O chão foge dos pés, a esperança transforma-se em frustração, a tristeza vence o sorriso… Há dias em que, simplesmente, tudo está diferente. Eu estou diferente e o mundo irreconhecível. Sinto-me sozinho, sem forças para lutar. Duvido de Ti, da Tua presença. Corro para longe de Ti mas Tu sempre corres atrás de mim. Fecho as minhas mãos mas Tu permaneces de braços abertos. Não ouço o coração, mas tu falas-me ao coração. Nesses dias escuros, sempre te fazes Luz. Perdoa-me, Pai! Contigo, sei que, dia e
noite, sempre haverá luz no meu caminho…